Visão materna do livro "O Menino do Pijama Listrado" - Resenha


Já li e reli esse livro mais de 10 vezes, sempre pedindo-o emprestado para alguém. Ano passado meu amado marido resolveu me presentear com ele e fiquei alegre feito criança. 
O Menino do Pijama Listrado é um livro que pode - e deve - ser interpretado de muitas formas e vertentes. Já o li como adolescente, adulta e agora como mãe. Hoje vou falar um pouco sobre a minha impressão/opinião dele sobre esse olhar, o da maternidade. 
Mas antes, deixo aqui uma breve resenha, para aguçar aqueles que ainda não se aventuraram com as famílias de Bruno e de Shmuel nessa encantadora, aventureira e triste história.

Resenha: Bruno tem 9 anos, e está desolado por ter que deixar sua casa em Berlim, por ter que abandonar seus três melhores amigos,  mas não tem ideia de que o real motivo da mudança tenha algo a ver com o Holocausto e muito menos que sua família está envolvida até o pescoço nesse conflito desumano. Apesar do posto de comandante do seu pai, na Alemanha no meio da segunda Guerra Mundial, Bruno se mantem alheio a tudo que está acontecendo no mundo, sendo muitas vezes ingênuo até demais. Além de seu pai, na família de Bruno temos também sua irmã Gratel, uma típica pré-adolescente, que após ter algumas aulas de histórias - com grandes declínios a culpar os judeus pela guerra, passa a idolatrar Hitler e a sua causa. Temos também sua mãe, Elsa, que está ciente da guerra, más não das barbáries que ocorrem nos campos de concentração.
Após se mudarem, Bruno descobre que estão bem perto de um local onde muitas pessoas passam o dia todo trabalhando, o que ele julga inocentemente, ser uma fazenda, mas que na verdade é um campo de concentração de judeus. Em suas aventuras escondidas dos pais, ele se aproxima do campo e conhece um pequeno e simpático menino, Shmuel, com quem desenvolve uma amizade inocente e cheia de dúvida quanto ao local onde o novo amigo mora e o porque dele sempre estar usando um pijama listrado.

Visão Materna do Livro:
Uma das personagens mais enigmáticas para mim no livro é a Elsa, mãe de Bruno. Quando li pelas primeiras vezes o livro, não me atentei muito a ela, pois eu era adolescente e o possível romance de Gratel com um tenente e o desenrolar da amizade de Bruno e Shmuel me chamaram toda a atenção. Porém, depois que me tornei mãe, já na primeira leitura ela já me pareceu mais destacada e com o tempo e outras novas leituras foi ganhando cada vez mais espaço no livro. No começo, me questionava como uma mãe, por mais patriota e boa esposa que seja, submete seus filhos a estar tão próximos a algo tão terrível quanto o que era praticado nos campos. Até que em uma das cenas, fica claro que apesar de saber da guerra e seu propósito, ela desconhece as práticas desumanas realizadas contra os judeus. 
Fico me perguntando, o que eu, em meio a uma Alemanha em guerra, esposa e mãe de dois filhos de um comandante tão apreciado pelo próprio Hitler, faria no lugar dela, ao descobrir onde estava e o que estava realmente acontecendo a minha volta. No livro ela surta, sucumbe a compaixão pelos judeus e se volta para dentro de si, amargando-se na própria infelicidade, porém ao fazer isso ela "abandona" os filhos, tanto o que ela julga ser uma inocente criança de 9 anos apenas brincando no quintal, quanto a filha pré-adolescente que aos 12 anos prega o ódio aos judeus como se eles fossem lixo, mas aos poucos ela convence o marido do quanto aquele lugar pode prejudicar os filhos e o convence a deixá-los morando com um parente em um lugar longe daquelas maldades todas, mudança que chega um pouco tarde, para uma parte importante da família - deixando no ar, para aumentar muito mais a curiosidade daqueles que ainda não leram!!
É fácil pensar hoje em acabar com o casamento e fugir com os filhos daquela situação aterrorizante, porém naquela época, no meio de uma guerra, se voltar contra seu marido e principalmente contra seu país, além de perigoso, era insano para ela, que apesar de tudo, amava o marido comandante. Assim como ela, eu com as mesmas condições faria o mesmo, usaria todo meu jogo de cintura para contornar a situação e sair o mais depressa com meus filhos dali, mesmo que minha vontade fosse explodir e externar toda a raiva e desgosto que me acometeria.

Título: O Menino do Pijama Listrado
Título Original: The Boy In The Striped Pyjamas
Livro Único.
Autor: John Boyne
Editora: Seguinte (Companhia das Letras)
Páginas: 186
Ano: 2007

E vocês, já leram essa fascinante história? Se já, conseguiram enxergar esse lado da Elsa, como eu? Não deixem de comentar!
Espero que tenham gostado!

Beijos

26 comentários:

  1. Janis, vc acredita que tenho esse filme baixado aqui no PC e nunca assisti? rsrs
    Agora, lendo sua percepção do livro, me deu a maior vontade de ver!
    Depois te conto.
    Bjus

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sério, Genis?
      Eu sempre gostei desse livro, desde minha adolescência e o filme é bem fiel. Assista você vai gostar! Depois me conta tudo que achou!
      Beijos

      Excluir
  2. Amiga, já li este livro 2 vezes e assisti o filme tbm, e confesso que chorei muito. Livro muito triste, mas muito bom.
    Beijos
    Adri

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sempre choro quando assisto ou leio. A história é linda, mas tão triste!!!!
      Beijos

      Excluir
  3. Janis, eu acho que como mãe é natural a vontade de sair pensando em proteger nossos filhos. Confesso que eu não li o livro, mas vi o filme e chorei!
    Beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, somos leoas! hahaha
      Aiii leia o livro, você vai ver como é mais lindo ainda, mais completo, sabe?
      Eu também chorei!
      Beijos

      Excluir
  4. Vi o filme adorei o livro ainda n li bjo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É muito bacana né, Cibele? Leia você vai gostar!
      Beijos

      Excluir
  5. E assistir o filme forte
    que me emocionou
    não sabia do livro
    gostei muito do seu ponto de vista
    realmente hoje é mais fácil terminar o casamento
    e ir embora

    Lindo Noite
    beijokas da Nanda

    Mamãe de Duas
    Google+Nanda

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é bem mais completo, Nanda, mas o filme foi bem fiel, emocionante tanto quanto o livro!
      Com certeza, naquela época as coisas eram muito diferentes né, ainda mais no meio de uma guerra!
      Obrigada pela visita!
      Beijos

      Excluir
  6. Nossa eu vi o filme e amei, o livro deve ser bom tbm pq é conta a his´toria toda sem corta partes igual o filme, vou procurar e comprar. Bjss

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, ele é mais completo, Daiane, mas esse é um dos poucos filmes baseados em livros que foi bem fiel, sabe? Gostei bastante!
      Compre, você vai adorar!
      Beijos

      Excluir
  7. Já ouvi muitos elogios e estou doida pra ler =)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E todos os elogios são verdadeiros, esse livro é magnifico!
      Beijos

      Excluir
  8. Esse livro é ótimo eu já li e super aprovei
    bjcas
    www.estou-crescendo.com

    ResponderExcluir
  9. É um livro e filme forte!! Boa resenha. Bio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Verdade, ele encanta e emociona como poucos outros!
      Beijos

      Excluir
  10. Amiga vi o filme... Chorei litros!!
    Mas agora com a tua resenha fiquei doida pra ler o livro e me atentar a todos os detalhes. Já esta na minha lista. Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Aiii eu também chorei, amiga!!
      Mas leia, você vai gostar, ele é narrado pelo Bruno, uma visão inocente e linda!
      Depois me conte o que achou!
      Beijos

      Excluir
  11. Quero ler o livro e ver o filme. Parece ser demais como falam.

    Bjos Mari
    Clube da Fraldinha
    www.clubedarfaldinha.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é realmente muito bom, Mari! Vale a pena!
      Depois me conte o que achou!
      Beijos

      Excluir
  12. Amiga, nunca li o livro e nem o filme, e estou mega curiosa.. rsrs

    Obrigada por me despertar essa vontade.. rsrs
    Amei!

    Bjoks
    http://www.amaedadri.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é magnifico, amiga, você vai amar!!
      Leia e depois venha me contar!
      Beijinhos!

      Excluir
  13. Olá.

    Adorei a sua resenha.
    Ótimo livro.

    Descomplicando a Maternidade
    descomplicandoamaternidade.wordpress.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou!
      Esse livro é realmente incrível!
      Beijos

      Excluir

Que bom que você nos visitou!
Deixe seu comentário, ele é muito importante :)
Beijos
Dedicação de Mãe