Limites e liberdade

Esse assunto é bastante polêmico, pois cada mãe, apesar de sempre seguir uma linha de criação, faz o que acha melhor para seu pupilo, o que eu acho que está certíssimo.
Como impor limites e ao mesmo tempo dar a autonomia que nossos pequenos necessitam para se desenvolver?
Como citei aqui no blog, a algum tempo atrás li o livro Crianças Francesas Não Fazem Manha e com ele, aprendi que lá na França, as coisas são muito diferentes, lá existe uma linha de criação que é executada por todas as mães nativas. E dentre estas regras está a aplicação do Cadre, que eu simplesmente achei fantástico.
Mas afinal, o que é esse cadre?
Ele é um limite imposto pelos pais Franceses. Dentro desse cadre, que seria o limite, estão todas as regras que os filhos tem que seguir. Exemplo: - Hora de dormir. Os pais acreditam que a noite eles mereçam um momento só de adultos, então as crianças vão para o quarto em um horário pré determinado, não podendo sair de lá mais, entretanto lá dentro eles podem "fazer o que quiser" podem conversar com o irmão, no caso de ter um, podem brincar, escrever, estudar. Entendem? Eles tem regras, mas dentro delas eles tem liberdade! Não é o máximo?
Mas voltando a terras americanas, hoje vejo muitas mães pegando essa técnica tipicamente francesa e adaptando para nossa cultura. Esses dias vi no blog Mundinho de Arianne, a Pati comentando que estipulou a data para retirar a mamadeira da filha, ela não passará de 6 anos, porém, até esta data não há pressão para que a Arianne abandone o hábito, assim a Pati está colocando limites, mas dando liberdade a Arianne dentro deles!

Em casa, eu uso esse tipo de abordagem com a Lara também, ela tem as regras chaves, que não pode deixar de cumprir, como guardar os brinquedos dela, que ela espalha pela casa, porém, ela pode brincar com qualquer brinquedo que quiser. Outro exemplo em casa e a roupa. Para a escola a Lara tem que usar uniforme, isso é uma regra, mas quando chega em casa, ela pode escolher a roupa que vai usar, isso é a liberdade dentro da regra.
Vejo, pelos comentários em grupos maternos na rede, que muitas mães são contrárias a essa prática e acham que os pais, somente eles podem e sabem o que é melhor para a criança. Concordo com a parte que os pequenos precisam de limites e que somente os pais podem oferecer isso a eles. Não creio que uma criança saiba se auto limitar aos 2 anos, por exemplo. Mas, para mim, desde muito pequenos eles sabem sim fazer escolhas, e desde haja a supervisão intensa de um adulto e limites para assegurar a integridade física e moral da criança, dar essa liberdade só aumenta a capacidade e autoestima dos pequenos!

E vocês mamães, o que acham?
Beijos

39 comentários:

  1. Amo esse método Francês. Minha sogra nasceu e cresceu em Orléars, na França, então conheço bastante de lá. Também acho que devemos impor limites, se não nada funciona.
    Bjs, Mundinho de Arianne

    ResponderExcluir
  2. Ah, e amei a menção do nosso cantinho, muito carinho!

    ResponderExcluir
  3. Dicas super importantes para as mães
    Temos que prender e dar liberdade na hora certa, nunca fazer demais um dos casos
    Gostei
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Acho que a criança tem vontades sim, mas tudo tem limite e quem impõe os limites são os pais. Também li crianças francesas não fazem manhã e adorei.

    Bjs
    www.soumae.org

    ResponderExcluir
  5. Eu sou assim dou liberdade com limites
    E acho que as maiorias das mãe também são assim
    Adorei o post
    Bjs
    http://inspiracao-materna.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  6. Janis muito boa a postagem impor limites mas com liberdade , tenho uma adolescente em casa e menina que fase rsss . Nesse caso vale muito o castigo. tirar algo que eles gostam. E assim vamos impondo limites que eles nem sempre concordam. beijos lindona

    ResponderExcluir
  7. Aqui em casa foi difícil impor limites pois só tenho um menino, e ele fazia tudo que queria, até que percebi que tinha q mudar e começar a colocar limites nele, pois assim ele iria se preparar pro mundo. Graças a Deus estou conseguindo. ótimo post. Bjss

    ResponderExcluir
  8. Não é por que a criança ainda é pequena que não tem que ter limites. Claro que tem que ter... só acho que tem que pegar leve, começar de vagar... é de pequeno que se aprender...
    Acho sim que criança tem que ter hora pra acordar, comer, dormir... e assim como você mencionou, tem que ter liberdade dentro das regras impostas...
    Criança tem que ser criança, fazer criancice mas tem que ter limite!

    Beijos,
    A Mãe da Estela ♥

    ResponderExcluir
  9. Crianças tem vontades sim, mas não podemos deixar a escolha livre, temos que encaminhar e ensinar. Quero muito ler esse livro.

    Beijos

    ResponderExcluir
  10. Nossa adorei, apesar de cada mãe e pai ter seu jeito na hora de impor os limites aos filhos....nunca é demais ler sobre o assunto!
    Adorei!

    www.pipocasemaquarela.com

    ResponderExcluir
  11. Eu amei o post , com certeza devemos ter limites nas coisas! Bjs

    ResponderExcluir
  12. Dar limites é muito importante. Como não sou mãe é dificil opinar, mas, sei que a vida, mesmo a dos filhotes precisam de regras.

    ResponderExcluir
  13. ótimo post, tudo tem que ser bem conversado e tem que ter limite sim, liberdade somente se ganha com limites! bjo

    ResponderExcluir
  14. Dicas muito importante para essa mães novas , que não educam seus filhos , ai depois que cresce que educar , ai já não tem como , só lamentar . ótimas dicas

    ResponderExcluir
  15. Dicas muito boas. Vou guardar pra quando chegar a minha hora.

    ResponderExcluir
  16. Eu tenho uma certa dificuldade pra impor limites,eu coloco mas nao consigo segurar,logo que ele começa a chorar eu cedo,acho que ele percebe isso e aproveita,comecei a dar umas palmadas pra ver se adianta,mas nao acredito que seja a forma certa pois ele te apenas anos.Bjo! Blog Mulher Unika

    ResponderExcluir
  17. Quero muito comprar este livro e tbm acho que cada pai tem seu estilo de cuidar e impor os limites, e claro terão consequencia pelas suas formas de agir com seus filhos.
    beijos
    Adri

    ResponderExcluir
  18. EU acredito que tudo deve ser conversado e explicado para a criança! Aqui os combinados dentro de um limte sempre funcionaram!
    Bjs

    ResponderExcluir
  19. Acho que cada fase exige uma postura diferente. Como o Theo ainda tem 1 ano e meio não posso avaliar a situação sem vive-la. Assim que eu penso. Ninguem pode dizer NUNCA ou JAMAIS sem saber como seria de verdade. Temos princípios , mas como nessa vida materna cada dia eh um aprendizado, vai saber neh...

    BJos
    Clube da Fraldinha
    www.clubedafraldinha.com

    ResponderExcluir
  20. Adorei o post, aqui em casa damos liberdade mas sem esquecer de dar limites
    bjcas
    http://estou-crescendo.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Olá Janis, realmente é um tema muito polêmico, mas atras de cada mãe tem uma história individual e essa mãe as vezes tenta fazer o seu melhor, errando,acertando e muitas vezes aprendendo com erros. Acho que limite e liberdade devem andar juntos. Concordo que uma criança aos 2 anos não tem muito consciência de suas escolhas e por isso estamos aqui, mas tudo deve haver respeito, respeitar opiniões e escolhas mas tudo dentro dos limites. Adorei o post e a forma como abordou o assunto! Bjos
    Tatty Nunes - Mãe de Primeira Viagem

    ResponderExcluir
  22. Eu também tento implantar o método francês aqui, mas temos que adaptar muitas coisas por que querendo ou não na França o fato dessa criação ser quase que instintiva ajuda muito, as crianças recebem o mesmo modelo de disciplina na casa dos outros, nas creches, nas escolas e aqui cada um cria como acha certo e essa variação de regras atrapalha algumas vezes, digo isso por que comigo liam é um santo, ele entende as minhas regras e tem liberdade dentro delas, mas com o pai...

    ResponderExcluir
  23. Eles precisam de limites mesmo. E quanto a liberdade devemos mostrar o certo, e das vontades devemos acompanhar de perto para ajudar nas escolhas, Bjs
    Vivi e Isaac

    ResponderExcluir
  24. Eu gosto de educar com responsabilidade e liberdade. Ensinamos e damos limite ao nosso garotão mas ele é livre pra e ajuda no processo. Concordo muito com seu ponto de vista.
    Bjks
    www.maevaidosa.com

    ResponderExcluir
  25. Assunto sério esse.
    Por aqui é complicado com uma das minhas ferinhas...
    Mas não desisto, afinal o adulto da relação sou eu!

    ResponderExcluir
  26. Concordo crianças precisam de limite sim.

    Beijos
    Geri Ferreira
    www.encantodemeninablog.com

    ResponderExcluir
  27. Amiga adorei a abordagem... acho que tudo numa conversa e com certas regras caminham bem melhor do que aquela coisa imposta.
    Meu menino está levado e numa de desobedecer... muita conversa, por vezes castigo... e vamos levando e aprendendo, por cada etapa é uma fase enfrentada e temos q saber administrar
    Vou querer ler o livro tb, muito interessante, bjs

    ResponderExcluir
  28. Que post interessantíssimo!!! Super concordo com essa abordagem, acho que pra tudo na vida existem direitos e deveres e com os filhos não é diferente. Heloise tem 8 meses e já imponho limites pra ela, ela sabe que não é não e já entende muito bem. Ouço pais dizerem que crianças menores de 1 ano ainda não entendem nada e não sabem distinguir o não do sim, mas posso afirmar com toda certeza que entendem sim basta os pais praticarem isso com eles. Aqui já vejo grandes traços de caráter na minha pequena, já até sabe dividir as coisas dela com outras crianças e isso me deixa super feliz.
    Vou querer ler este livro sim, deve ser ótimo...
    beijoss

    ResponderExcluir
  29. Oi Janis, eu acho muito importante as regras claras e o respeito com as características das crianças e a idade. Realmente é bem difícil determinar essa linha tênue entre a liberdade e os limites e essa linha varia conforme a cultura e os valores de cada família. Eu mesma morei na França e vi que as crianças são bem educadas sim, por outro lado são carentes de afeição. Mas talvez essa carência seja percebida por mim que sou de outra cultura e tenho outros valores, né?
    beijos
    Chris
    http://inventandocomamamae.blogspot.com

    ResponderExcluir
  30. Adorei o post e concordo que temos que dar liberdade e ter limites também.

    Beijos

    ResponderExcluir
  31. Ótimo post, adorei seu modo de pensar e agir com a Lara, eu tbm coloquei regras em casa, regras básicas que funcionaram, lógico que é necessário todos se acostumarem, filhos e pais, mas depois todos se acostumam e fica fácil a convivência. ;)
    beijocas <3
    www.emnovoestilo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  32. Olha o assunto é polemico e fazer tudo correto é muito difícil, aqui eu tento fazer o melhor pra ela e por ela, mas nem sempre as coisas saem da forma que quero, educar filho sozinha não é tarefa faci!!
    Adorei a sua abordagem!

    ResponderExcluir
  33. Eu acho perfeito amiga .. fazia isso sem saber ... kkkkkk
    Tb acho super importante os pais terem hora só pra eles .. a gente no caso .. a Luma tem hora pra dormir etc .. tb deixo ela escolher entre duas ou três roupas etc ... acho essencial .. criança precisa ter regra etc ..

    ✿*´¨)*
    ¸.•*¸.• ✿´¨).• ✿¨)
    (¸.•´*(¸.•´ Roberta Aquino
    Tal Mãe, Tal Filha Blog

    ResponderExcluir
  34. Eu acho que limite é fundamental... A criança não tem parâmetro da hora de dormir, comer, ir para a escola, educação, organização... Nós somos os educadores e exemplos, sempre...
    A gente que precisa direcionar, dar limites, e em algumas situações, podemos e devemos dar opção de escolha, porque não...
    Bjs
    Ju
    Mãe Sem fronteiras.

    ResponderExcluir
  35. Odeio ver criança na rua berrando pq quer tal coisa, acho horrível! E o pior é que dai as mães acabam fazendo as vontades das crianças só pra ela parar!
    Bj

    ResponderExcluir
  36. Adorei! eu já tinha vontade de comprar esse livro, agora fiquei com mais vontade ainda.
    um beijo
    Dani
    www.mamaeaprendiz.com

    ResponderExcluir
  37. Concordo com tudo, limite é fundamenta, mas a criança também tem que ter sua autonomia!

    ResponderExcluir
  38. acho que tudo na vida tem que ter limite, se a criança crescer liberal quando chegar na faze adulta vai ser complicado pr ele viver.
    Esse assunto que vc abordou é bem polêmico né?
    Beijos
    www.beabadabeleza.com.br

    ResponderExcluir
  39. Aqui em casa funciona que nem com você, temos as regras que tem que ser cumpridas horário para almoço (principalmente durante a semana por causa da escola), escovar os dentes, mas dou a liberdade de escolher o que quer para comer, a roupa que quer usar em casa e as vezes para sair também (quando não está de acordo converso com ele, explico que não combina ou se está frio precisa de uma blusa ou vice-versa) e assim vamos convivendo bem

    Beijos Mi Gobbato
    http://espacodasmamaes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Que bom que você nos visitou!
Deixe seu comentário, ele é muito importante :)
Beijos
Dedicação de Mãe